Perfil de Estilo: Carla Costa
04/10/2016
0

Carla Costa, Lisboa

A maior paixão da Carla são as Artes, todo o tipo e forma de Arte, desenho, pintura, fotografia, escrita, cinema, música, teatro, dança. Adora fotografia, fazer sessões fotográficas, desde as mais simples às mais elaboradas. Gosta muito de desenhar, escrever, dançar. Gosta de tudo em que consiga expressar-se, de uma forma ou de outra. Há quem diga que é andrógena pois tem um estilo bastante diversificado, com tendência para o masculino. Gosta do que é diferente, único, original e a beleza para está na diferença, no sermos nós mesmxs, em toda a nossa plenitude.

 

O que gostavas de partilhar sobre ti?

Sou apaixonada pela vida, pelo mundo, pelo Universo. Sou feliz. Gosto de apreciar as coisas mais simples da vida. Ver o nascer do sol, o pôr do sol, apreciar a Lua e as estrelas numa noite de Verão. Caminhar na praia descalça, junto à água. Gosto muito de desenhar, escrever, ouvir música, boa música, pois tornasse uma das minhas fontes de inspiração. Gosto de conversar sobre diversos assuntos, debater assuntos variados, aprender coisas novas. Sou autodidata, tenho uma vontade enorme de aprender. Gosto muito de desafios. Tento viver a minha vida, a cada dia como se fosse o último. A vida é bela e eu estou nela.

 

Como defines o teu estilo? 

O meu estilo é muito diversificado, gosto de mudar, inovar. Tenho gosto em vestir-me bem e de uma forma original, gosto de sentir-me bem nas minhas roupas, tento sempre que sejam confortáveis independentemente de estar a usar, uma camisa, um blazer ou calças justas. O meu estilo pode ser definido como tomboy, de estética andrógena, faço misturas de estilos usando a minha originalidade. Há dias que gosto de me vestir totalmente de preto, é uma das minhas cores favoritas. É uma cor que fica bem com tudo, seja em que peça for, ou calçado.

 

 

(Casaco de cabedal: New Yorker, Calças: Pull&Bear, Cinto: Pull&Bear, T’shirt: Modalfa, Botas: Pull&Bear)

Qual é pessoa que dirias é o teu icon de moda e porquê?

Não tenho um icon de moda específico, vou-me inspirando no que vejo à minha volta. Adoro o estilo de pessoas como, Ellen Degeneres, Ellen Page, Ruby Rose, Agyness Deyn e por aí fora.

 

Quanto do teu estilo é influenciado pela tua identidade?

Tudo, tudo mesmo. O meu estilo representa o que sou, representa a minha identidade. Há dias em que gosto de me vestir totalmente de preto, e outros que prefiro roupa mais casual, ou clássica. Depende de como me sinto quando acordo. Através da roupa e dos acessórios podemos mostrar um estilo mais rebelde, selvagem, excêntrico e irreverente ou pelo contrário mais calmo e descontraído.

 

Quais são as peças de roupa favoritas que tens no teu armário e porquê? 

A minha peça de roupa preferidas é sem sombra de dúvida um casaco preto que comprei recentemente na New Yorker, assim que o vi apaixonei-me. E um blazer da Ana Sousa.

(Casaco de Ganga: Modalfa, T’shirt:Zara, Calças de Ganga: Deeply, Ténis: Dulop, Cinto: Pull&Bear)

É fácil para ti comprar roupa? Qual o teu sítio favorito para comprar roupa?

Já foi mais difícil! Agora encontro com uma maior facilidade apesar de continuar a não ser fácil encontrar roupa do meu tamanho pois normalmente uso o xs ou s, tenho uma forma de corpo muito especifico e nem todas as peças me ficam bem. Não tenho nenhum sitio especifico para comprar roupa, mas tento estar actualizada, das novidades que vão apareçendo em algumas lojas. Contudo, costumo comprar mais peças na Pull&Bear, New Yorker, Modalfa e Zara.

 

Qual é o teu maior desafio quando compras roupa?

O meu maior desafio, é encontrar roupas do meu tamanho, que me fiquem bem logo à primeira. Nunca experimentei uma peça que me ficasse logo bem à primeira. Acontece me muito com calças, e casacos. Já cheguei a ir à secção de criança.

 

A comprar roupa, qual foi/é o teu maior fail?

Um casaco cor salmão que comprei na Bershka, que gostei na altura. Ficou pendurado no armário durante muito tempo, só o usei uma vez, e ainda continua lá. Outro fail, é ás vezes não verificar se as calças têm bolsos, e as que têm, por vezes são bolsos minúsculos, o que faz com que eu não use as calças. Pois apesar de adorar malas, gosto de ter bolsos para puder guardar o que mais uso no dia a dia, telemóvel, chaves.

(Blazer: Ana Sousa, Camisa: Modalfa, Gravata: Sacoor, Calças de Ganga: Pull&Bear, Tenis: Adidas)

Achas importante a visibilidade queer, porquê?

Claro, que sim, não só acho como tenho a certeza absoluta. A visibilidade torna possível mostrar que existem imensas pessoas como nós, que existe a diferença e que não somos menos, mostrar que de uma forma ou de outra todxs somos diferentes, em vários aspectos, tanto a nível de estilos, culturas, género, religião. A visibilidade faz com que nos mostremos tal e qual como somos, nós mesmxs, pessoas. 

 

Achas que a moda ajuda a criar espaços inclusivos, de comunidade e expressão diferenciadas?

Sim, sem dúvida. O estilo é uma das formas de representar a nossa identidade, e se nos vestimos de determinada forma, isso irá aproximar pessoas com os mesmos gostos e isso claro que ajuda a criar espaços inclusivos apesar de, na minha opinião serem muito poucos.

 

Queering style

Queering style

O queeringstyle é um espaço queer feminista, que tem como missão a visibilidade de discursos, de identidades variadas para que pessoas possam falar de si, estar e ocupar espaço.
Queering style

Artigos recentes por Queering style (ver todos)