O Silêncio das Palavras
20/01/2016
0

Tesão.

És um tesão!

Os meus olhos alcançam o teu corpo

E é esta a sensação que me envolve.

Calor.

Estás a metros de mim

E sinto como se estivesses por baixo de mim.

Sem roupa.

Nua.

Crua.

Dura.

Molhada.

Excitada.

Vedada.

Não quero que me vejas.

Quero que me sintas.

Toco nos teus lábios carnudos com a minha língua

Enquanto eles se abrem para a minha entrada.

Beijo-te intensamente.

Com uma fome enorme de ti.

Estou viciada sem nunca te ter beijado.

Tocado.

Acariciado.

Fodido.

Por falar nisso, estou com uma vontade enorme de entrar dentro de ti.

Acalmo-me por segundos,

Enquanto a minha língua inicia o percurso voluptuoso do teu corpo.

Os teus vales graúdos e altos dão-me vertigens.

Agrada-me.

Excita-me.

O teu ventre está á minha disposição

Desprotegido.

Beijo-o como se ele estivesse a pedir a minha saliva quente.

O cheiro do teu sexo já me está a envolver

E sinto que precisas ainda de mais prazer.

Não entro no teu vulcão

Percorro a lava ao seu redor

E sinto os choques eléctricos a percorrerem todo o teu corpo.

Prometes gemer bem forte

Quando o teu orgasmo explodir na minha boca?

Quero me vir contigo.


 

O Silêncio das Palavras

Lígia Silva

Contribuições Queeringstyle

Contribuições Queeringstyle

Contribuições convidadas. Queres escrever para o Queering Style? Contacta-nos clicando no coração.
Contribuições Queeringstyle

Artigos recentes por Contribuições Queeringstyle (ver todos)

Deixe uma resposta